Unsplashed background img 1

Quilombo Ribeirão da Mutuca potencializa a economia local através de ações agroecológicas

Published in Nov. 25, 2020, 12:30 p.m.

Moradores do Quilombo Ribeirão do Mutuca investem em diversas frentes para criação de uma sólida cadeia produtiva sustentada na agroecologia

MG, 09 de novembro de 2020 – Os recursos naturais do cerrado se tornaram um caminho para potencialização da cadeia produtiva da Comunidade Negra Rural do Quilombo Ribeirão do Mutuca, na região de Nossa Senhora do Livramento, no Mato Grosso. Esse quilombo integra o complexo Mata Cavalo, localizado em uma área ocupada por outras cinco comunidades quilombolas mato-grossenses. Ali, a população formada por cerca de 130 famílias vive dentro de um território rico em pequi, banana, jatobá, babaçu, cumbarú, coco bocaiúva e outros frutos típicos do cerrado brasileiro. Nos últimos anos, essa comunidade passou a ocupar o lugar de referência em práticas agroecológicas no estado devido a dedicação dos moradores em manejar a terra e produzir alimentos sem o uso de agrotóxicos e de forma sustentável. Além do uso dos frutos típicos, o urubamba, cipó típico da região, e o capim dourado são matéria prima do artesanato ancestral criado pelas mulheres da comunidade que impulsionam a renda local através da produção de cestos e bijuterias que são vendidos para turistas.

Oficina de práticas artesanais com urubamba, arquivo DGM Brasil, 2014.

Essas ações foram ainda mais potencializadas com o projeto “Agregação de Valor e Consolidação de Mercados”, com o apoio do DGM-Brasil, que buscou investir na coleta e beneficiamento dos frutos do cerrado e na capacitação interna da comunidade através de planos de negócios para o alcance de mercado. Segundo a comunidade quilombola, a execução do projeto é, sobretudo, a realização de um sonho em ter a própria unidade de beneficiamento de frutos dentro do território, o que oferece a longo prazo independência as famílias que ali vivem. Outras iniciativas contempladas pelo projeto envolvem a capacitação de manejo e otimização da produção consolidada e a estruturação de um tele centro dentro do quilombo.

Unidade de beneficiamento de frutos da comunidade Quilombo Ribeirão do Mutuca, arquivo DGM/Brasil, 2019.