Unsplashed background img 1

Komomoti Koyeku Poke'exa Uti

Published in March 24, 2020, 5:41 p.m.

O povo Terena, originário da região sul mato-grossense, possui traços culturais bastante originários, devido a sua localização na região do Chaco. O Chaco é uma área que abriga os territórios do Paraguai, Bolívia, Argentina e Brasil, que possui vasta diversidade ecológica e é ocupada por povos indígenas que, desde a segunda metade do século passado, vêm sofrendo grave ameaça a sua autonomia e ecossistema, com o desmatamento e a caça na região.

Dessa forma, o Centro de Trabalho Indigenista (CTI) propõe o projeto Komomoti koyeku poke'exa UTI: Diálogos para a proteção da terra Terena que irá atuar nas Terras Indígenas de Cachoeirinha, Buriti e Taunay-Ipegue, do povo Terena, localizadas no pantanal sul mato-grossense. Com o objetivo de apoiar iniciativas de vigilância e proteção territoriais e garantir as práticas agrícolas tradicionais Terena o projeto se insere nessa região.

O Centro de Trabalho Indigenista (CTI) é uma associação com quase 40 anos de história comprometidos com demandas especificas da sociedade indígena e foi a proponente do projeto. Sendo assim, o projeto pode contribuir para a produção de dados de diagnóstico e conservação dos recursos naturais do território.

Resultados esperados: Elaboração de diagnóstico etnoambiental de uso e ocupação territorial; Fortalecimento político do Conselho Terena; Monitoramento e execução física e financeira do projeto.

Recurso e duração do projeto: O recurso total destinado ao projeto é de R$ 117.829,10 e a duração é de 12 meses.