Unsplashed background img 1

Dahöimanazé

Publicado em

O Povo Xavante depende do Cerrado para sua sobrevivência física, espiritual e cultural. O Xavante valoriza os recursos naturais da mesma forma que valoriza sua existência, uma vez que é um povo caçador, coletor e sonhador. A cada ano, a população indígena cresce aproximadamente 2,5% e a pressão sobre os recursos naturais é cada vez maior. Além disso, os recursos naturais e a população sofrem grande pressão do entorno, principalmente com a expansão do agronegócio, a implantação de Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs), a construção de rodovias, hidrovia, a pesca predatória e as atividades mineradoras.

Com base nessa realidade perturbadora, Leeuwenberge e Fragoso et al. em 2000 propuseram um conjunto de recomendações de manejo em uma tentativa de aumentar as populações de animais e racionar o uso dos recursos naturais. Atualmente, há grande carência de estudos que gerem informações referentes à importância da área em termos de conservação do Cerrado e manutenção da cultura Xavante.

Sendo assim, após várias discussões da comunidade da aldeia Wederã no conselho tradicional, junto à Associação Aliança dos Povos do Roncador (proponente do subprojeto Dahöimanazé: Tradição e Sustentabilidade no Cerrado), constatou-se a necessidade de obter dados sobre os recursos naturais e outros aspectos ecológicos do Cerrado. A comunidade decidiu que é a hora re-conhecer o seu território para  poder preservá-lo, defendê-lo e explorá-lo de forma sustentável para as futuras gerações. Isso a partir de um plano de gestão territorial participativo/colaborativo, com coleta de dados baseada em expedições em que técnicos e comunidade revisitarão antigas áreas tradicionais, fiscalizando, reconhecendo o território e reafirmando/mantendo sua tradição.

A aldeia Wederã está inserida na Terra Indígena (TI) Pimentel Barbosa, localizada no Município de Canarara (MT). A TI é composta por, aproximadamente, 330 mil hectares de Cerrado em transição com o Pantanal e a Floresta Amazônica, formando um ecossistema de riquíssima biodiversidade. A aldeia Wederã, onde o projeto será executado, faz uso direto de aproximadamente 80.000 hectares e está localizada na porção nordeste da TI.

Janela: Gestão de Recursos Naturais